Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

PROJETO DE AUTODEFENSORIA

O projeto de Autodefensoria surgiu no Movimento Apaeano, com base no self advocacy (1991); o 1º Fórum Nacional de Autodefensores, foi realizado no Congresso Nacional da Federação Nacional das APAEs, em Fortaleza-CE, em 2001. Diante disso, cabe em todas as APAEs, efetivar e programar em suas unidades a Autodefensoria, que propõe a escolha de dois alunos, um do sexo masculino e outro feminino, que represente os demais alunos da instituição. Tal processo é fundamentado através de uma votação representada pelos alunos da escola. Neste sentido o casal tem a incumbência de defender os seus interesses, dos colegas e da instituição, com participação direta nas reuniões da Diretoria, manifestando sobre determinados assuntos os interesses dos demais colegas, além da presença assegurada em todos os eventos oficiais promovidos pela Entidade. Assim o casal auto-defensor tem o papel de porta voz dos seus companheiros, na qual sua participação pode fazer uma diferença positiva e ajudar os demais membros da diretoria a desenvolver habilidades no relacionamento com a pessoa com deficiência.

O objetivo geral deste projeto é que os autodefensores defendam os interesses das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, sugerindo ações que aperfeiçoem o seu atendimento e participação em todos os segmentos da sociedade. Suas principais atribuições são:

  • Participação dos eventos externos e internos da APAE;
  • Participação nas visitas realizadas na escola;
  • Divulgação dos trabalhos realizados pela APAE;
  • Oferecer e orientar a direção sobre possíveis problemas e demandas da escola;
  • Apropriação de novos conceitos para que possam lutar pelos direitos da pessoa com deficiência.

Através deste Projeto buscamos estabelecer formação pessoal e intelectual plena aos usuários para que estejam aptos a lutar pelos direitos da pessoa com deficiência, ser os representantes dos alunos e participarem efetivamente dos eventos e cotidiano da escola.

A realização deste projeto se dá através de reuniões semanais com o casal auto-defensor eleito, na qual o responsável do setor de psicologia trabalhará com os alunos a conscientização do que é ser um auto-defensor, a formação de novos conceitos, elaboração e ensaio de textos para apresentação em eventos; leitura e interpretação de artigos, revistas e jornais, de assuntos do seu próprio interesse, atualidades e conhecimentos gerais, boas maneiras e postura pessoal, técnicas vocais e conhecimento sobre a rotina e a dinâmica da escola através de visitas constantes na mesma. Podem haver exceções em relação aos encontros semanais, uma vez que perante a alguma participação do casal em algum evento da escola, tais reuniões serão mais frequentes.

A avaliação e o monitoramento deste Projeto se dá através de:

  • Acompanhamento individual do casal auto-defensor, antes, durante e após das ações propostas;
  • Reuniões, discussões e conversas livres entre os usuários;
  • Revisão dos conhecimentos adquiridos;
  • Feedback da equipe para com os usuários referente ao desempenho e evolução deles perante esse investimento;
  • Feedback dos usuários para com a equipe, avaliando e dando sugestões ao que vem sendo programado no projeto;
  • Relatórios mensais sobre o trabalho executado e suas implicações, além de redigir todas as reuniões realizadas com os usuários.

 Coordenador do projeto: Henrique Feltrin

Abril/2016

Endereço:
Avenida Prefeito Sincler Sambatti, 8973 • Maringá • PR
E-mail:
julio@apaemaringa.org.br
Telefone:
(44) 32552055