Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

PROJETO CULTIVAR: PRODUZINDO FLORESTAS COM MÃOS ESPECIAIS

As primeiras discussões a respeito da implantação do Projeto Cultivar, que beneficiaria alunos com deficiência intelectual e múltipla, e potencial laborativo, porém com necessidade de supervisão constante aconteceu em meados de 2005. O Projeto na época veio de encontro com o Programa de Educação Profissional que nossa escola oferece para os alunos maiores de 16 anos. Esta idéia viabiliza o trabalho para alunos e contempla a necessidade da cooperativa de oferecer aos cooperados mudas para o reflorestamento das áreas rurais, atendendo as necessidades ambientais e sociais de grande importância para a sociedade com relação ao meio ambiente e inclusão social. Desta forma outros parceiros se uniram na execução do Projeto: Instituto Ambiental do Paraná, a multinacional alemã Basf e Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

O Projeto Cultivar faz parte também do Programa Estadual de Mata Ciliar da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e tem como slogam “Produzindo Floresta com Mãos Especiais”. Suas atividades iniciaram em março de 2006. O trabalho consiste na preparação de mudas de árvores de espécies nativas para a distribuição aos cooperados da Cocamar, no processo de reflorestamento de matas ciliares de suas propriedades. O local de preparação das mudas foi cedido pela Apae de Maringá, localizada no Anel Viário Sincler Sambatti, 8973,  tendo a estrutura e os insumos viabilizados pelo IAP e Cocamar Ambiental.

Os alunos foram contratados para a realização dos trabalhos, com carga horária de quarto horas diárias, remuneração mensal e benefícios como o cartão alimentação e cesta básica. Durante as discussões desse projeto, houve acompanhamento do Ministério do Trabalho, Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Maringá e também da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e da Pessoa com Deficiência. Diariamente, os colaboradores preparam o plantio das mudas, misturando a terra com o osmocute, para depois encher os tubetes de cada bandeja. Após todos os tubetes cobertos de terra a semente é colocada. Conforme a espécie de árvore coloca-se 3 a 4 sementes em cada tubete. Essas bandejas são armazenadas na área do sombrite do viveiro, regada através de irrigação eletrônica.

Num prazo de dois meses essas mudas começam a germinar e o passo seguinte é o repique. Após dois meses do repique transfere-se essas bandejas para outra área onde receberá sol e água diretamente. Prontas para serem encaminhadas aos produtores são embaladas em forma de rocambole. Mais de 20 variedades de espécies são cultivadas pelos alunos participantes do Projeto, como: ipê roxo, ipê rosa, guarita, tucaneiro, aroeira, etc. No primeiro ano de funcionamento o viveiro, superou a meta estabelecida pelo parceiro de 40 mil. 60 mil mudas foram distribuídas entre 15 espécies diferentes, apropriadas para nossa região. Após 10 anos do seu início, podemos observar que esse é um Projeto que deu muito certo, por isso ganhou vários prêmios no Brasil a fora. Isso devido a dimensão do bem que o projeto faz, pois ele ajuda o meio ambiente com a produção da mata ciliar e faz não somente inclusão social mas também a inclusão no mundo do trabalho dos nossos alunos. Sem dizer também o bem que esse projeto faz para a sociedade, pois mostra que nossos alunos podem e conseguem superar suas limitações e dificuldades no dia-a-dia.

O trabalho desses colaboradores dedicados já produziu aproximadamente 500 mil mudas e garantiu, por meio do projeto Cultivar, o Prêmio Mérito Fitossanitário que vai para a lista de conquistas da cooperativa. Através do Projeto Cultivar a Apae de Maringá conquistou prêmios importantes como:

  • Prêmio Mérito Fitossanitário – Em três anos 1,6 milhões de mudas foram produzidas por “mãos especiais” – O Prêmio Fitossanitário têm o apoio da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav), do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InPev), e da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).
  • Prêmio OCB / Globo Rural 2007 - A Cocamar recebeu três troféus na edição 2007 do Prêmio OCB/Revista Globo Rural, realizada no mês de agosto em Brasília. O evento, promovido desde 2003 pela Organização das Cooperativas Brasileiras, contou com a presença de várias autoridades federais e lideranças do sistema cooperativista brasileiro.
  • Finalista do Prêmio Von Martins de Sustentabilidade - Com o Projeto Cultivar, a Cocamar e seus parceiros ganharam o Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2007, promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Alemanha, o mais importante do segmento de sustentabilidade socio-ambiental do País. O Projeto ficou em segundo lugar na categoria “Natureza”.
  • Prêmio Expressão de Ecologia 2010 -  dentre 261 inscritos, a cooperativa foi uma das únicas a se destacarem com iniciativa voltada a preservação do ambiente e também gestão sustentável através do Projeto Cultivar.

O projeto Cultivar faz parte do Programa Estadual de Mata Ciliar da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná, contando também com o apoio da Prefeitura Municipal de Maringá e da multinacional alemã BASF. Hoje em 2016, contamos com 32 pessoas com deficiência intelectual e múltipla beneficiadas pelo Projeto. Estes são acompanhados por uma instrutora e recebem consultoria técnica ambiental da Flora Londrina Viveiro Florestal.

http://g1.globo.com/pr/parana/painel-rpc/videos/t/edicoes/v/projeto-estimula-reflorestamento-na-regiao-de-maringa/5293957/

Coordenadora do Projeto: Carla Beatriz Bernardi Machado

Abril/2016

Endereço:
Avenida Prefeito Sincler Sambatti, 8973 • Maringá • PR
E-mail:
julio@apaemaringa.org.br
Telefone:
(44) 32552055